Palavras que Brotam

14 outubro, 2007

Tinta da China

O Sol vai baixo, escondendo-se atrás da ponte e fazendo brilhar as catenárias do caminho-de-ferro. Postal triste, este que consulto no expositor deste dia. Não o quero comprar. Afago a porta do carro enquanto este se desloca, rumo ao início de todas as coisas e turva-me o olhar, as lágrimas que dispendo, assim como por vezes me turva o pensamento, o amor que não negoceio. Por ti.
Os dias passam. Escrita indelével que não podemos apagar, por mais que queiramos. Há momentos que ficam...uns bons, outros nem tanto. Nesta viagem que se escreve, sem que uma qualquer borracha possamos usar, por vezes há que consultar mapas, pedir indicações ou mesmo recomeçar do check-point anterior. Na dúvida sobre qual o melhor caminho, salva-se a certeza do destino ambicionado. O carro segue a sua viagem. O Sol vai baixo. O céu limpo e azul contrasta com o rosto carregado e a alma cinzenta. Amanhã será melhor.

6 Comments:

  • Será!

    By Blogger bc, at 14/10/07 20:42  

  • Coragem! Tem dias que o cinzento da alma, não nos deixa ver o azul do céu...

    By Blogger MÓNICA, at 15/10/07 18:35  

  • bc,
    Whatever will be, will be... ;)

    mónica,
    Boa tirada! Obrigado. :)

    By Blogger João, at 17/10/07 10:24  

  • Se há dias assim... hoje é um deles... mas não quero acreditar que seja, não posso, não quero que seja, vou iludir-me... hoje não é um dia assim.
    Hoje o sol vai alto...

    By Blogger Sun, at 17/10/07 10:38  

  • sun,
    Acredita que não é, acredita que vai passar.

    By Blogger João, at 18/10/07 11:34  

  • "Que murmúrio de vento, que dourados cantos de ave pousada em altos ramos dirão, em som, as coisas que, calados, no silêncio dos olhos confessamos?" José Saramago

    João,

    As dificuldades tornam as pessoas mais fortes!

    Tudo a correr pelo melhor.
    Bj

    By Anonymous ana, at 18/10/07 14:02  

Enviar um comentário

<< Home