Palavras que Brotam

29 maio, 2007

E(femme)ra

Corro pela aurora, sentindo o vento fresco na cara e as poucas horas de sono no corpo. O caminho estende-se a perder de vista, ladeando o rio e levando-me para longe. Para trás ficam os problemas, as preocupações, as amarras, as tristezas. Nestes instantes, em que apenas os primeiros raios de sol me conseguem atingir, sou livre.
Os quilómetros passam, voam, na correcta proporção dos pensamentos que fogem do meu controlo e galgam montanhas e atravessam vales para se deterem na tua pele. Respiro fundo a cada passada e imagino-te o cheiro. Apresso-me, sem te conseguir alcançar. O coração bate e a pulsação sobe, entre o suor que me abandona à sorte da tua imagem e a perspectiva da tua presença. Coisa efémera, a liberdade... Pois que - de pensamentos aprisionados em ti - corro de volta para o cárcere, imaginando que são os teus braços que me esperam e o teu regaço que me recebe, numa fresca manhã de Primavera.
"Ciprestes e estrelas", Van Gogh

7 Comments:

  • um dia chegas lá... a esses braços que te esperam. Espero então que nessa altura te deixes aprisionar... que ainda não estejas conquistado pela liberdade. Um dia chegas lá :-)

    By Blogger bc, at 29/5/07 14:37  

  • Tenho a certeza que a tua ficção, se transformará no mais real que possas viver, com as mesmas emoções e entoações que dás a cada texto com o qual nos presenteias. Ela espera-te, algures, só tens que seguir o trilho do teu coração.

    Beijocas.

    By Blogger Sandra, at 29/5/07 15:01  

  • Dizem que as palavras leva-as o vento, no teu caso não se aplica.
    No meu entender, cada palavra por ti escrita está carregada de sentimento e paixão. Quando te leio fico triste em pensar que blogs sem conteúdo são publicados, quando o que tu escreves é pura poesia.
    Parabéns mais uma vez, por me proporcionares momentos de agradável leitura que me transportam a lugares por mim nunca visitados e sensações esquecidas.

    Bjks

    By Anonymous ana, at 29/5/07 16:36  

  • E o Sr. Van Gogh aprisiona-me sempre o olhar... e os quadros que pintas com palavras também.

    *

    By Blogger Eyes wide open, at 30/5/07 23:30  

  • bc,
    oxalá que sim, bc...oxalá que sim. :-)

    sandra,
    Os sacanas dos trilhos é que ás vezes são bem tortuosos e sombrios;-)
    Bjs

    ana,
    Obrigado eu, pela tu leitura. De facto, normalmente tento escrever com sentimento, sejam ou não episódios reais. Os blogs...são espaços livres onde cada um publica o que bem entende. O que para uns é bom, para outros não presta e vice-versa ;-). Obrigado, mais uma vez.
    Bjs

    eyes wide open,
    Thanks! :-) :-) A ver se não corto nenhuma orelha, no processo :-)

    By Blogger João, at 31/5/07 14:46  

  • Sei que posso tornar-me repetitiva, mas não encontro outras palavras para descrever a beleza do que escreves :)
    Muito bonito...
    Bom Domingo *

    By Blogger Catarina, at 3/6/07 02:46  

  • catarina,
    Obrigado pelos teus comentários (e nunca é demais agradece-lo) :)
    Bjs

    By Blogger João, at 4/6/07 13:53  

Enviar um comentário

<< Home